• blogdajaciara

Brasil é Ouro no surf com nordestino

A primeira medalha de ouro para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio veio no surfe. Com ótimo desempenho na final, Italo Ferreira venceu o japonês Kanoa Igarashi por 15,14 a 6,60. Como a modalidade estreou no programa do evento nesta edição, ele se tornou o primeiro campeão olímpico do surfe na história.

Logo na primeira manobra que tentou, Italo quebrou a prancha e teve que pegar uma nova. Nos primeiros minutos de prova, Kanoa Igarashi abriu vantagem com 4,50 contra 1,70 do brasileiro. Mas o potiguar não deixou barato e, logo na onda seguinte, teve nota 7,00, antes de obter 8,7, colocando a pressão no japonês.

Antes de o adversário tentar outra manobra, Italo pegou nova onda e somou mais 5,50 de nota, com 12,50 no geral contra 5,60 de Igarashi. Faltando pouco mais de 18 minutos para o fim da prova, Italo tentou uma manobra, mas não teve nota suficiente para trocar o 5,50 que havia recebido na última.


Igarashi não conseguiu encontrar boas ondas, ao contrário de Ítalo, que aos 15 minutos fez outra boa manobra e teve nota de 7,70, somando 14,77 no geral. Nos últimos 10 minutos, Kanoa tentou algumas ondas, mas sem sucesso nas ondas, aumentando a nota apenas para 6,6O. Nos últimos minutos, Italo abriu ainda mais a vantagem para 15,14 e deixou o relógio correr para comemorar o primeiro ouro do Brasil nas Olimpíadas. O ouro no surfe feminino ficou com a havaiana Carissa Moore, que representou os Estados Unidos em Tóquio. Ela dominou rival a sul-africana Bianca Buitendag e levou a melhor por 14,93 a 8,46, para se tornar a primeira campeã olímpica de surfe da história.