• blogdajaciara

Em Caruaru, baixo índice de Covid-19 possibilita desmobilização de serviços especiais


Com números satisfatórios de vacinação contra a Covid-19, Caruaru vai na contramão de muitos municípios e apresenta bons resultados. A imunização ultrapassa 100% da população acima de 12 anos com a primeira dose (D1), 98% com a segunda dose (D2) e 49% com a dose de reforço (D3). Entre as crianças de cinco a 11 anos, esse número já passa de 48% com a primeira dose.


A prova disso é que, com a queda de casos, a Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Saúde, entendeu a necessidade de desmobilizar os leitos de campanha de combate à Covid-19, incluindo os leitos de UTI e enfermaria do Hospital Municipal Dr. Manoel Afonso Porto Neto (HMMA) e está preparando o retorno dos leitos integrais e de pediatria.


Além disso, a Secretaria de Saúde de Caruaru está planejando a construção do novo centro cirúrgico no hospital, que permitirá a implantação de leitos cirúrgicos e irá melhorar a capacidade das cirurgias que são realizadas atualmente na Casa de Saúde Bom Jesus.


No caso da UPA Respiratória, ela deixa de ser exclusiva para casos suspeitos de Covid-19 e volta a ser UPA Boa Vista, para atendimentos de urgência e emergência.


Essa unidade voltará a assistir à população dos bairros Boa Vista I e II, Vila Kennedy, Maria Auxiliadora, José Carlos de Oliveira, entre outras comunidades próximas.


“O Hospital Municipal Manoel Afonso cumpriu a sua missão de oferecer suporte especializado e intensivo aos pacientes vítimas da Covid-19. No atual cenário, com indicadores epidemiológicos cada vez melhores, podemos encerrar esse ciclo com segurança”, disse a secretária de Saúde de Caruaru, Bárbara Florêncio.


Nos últimos dois meses, as taxas de ocupação dos leitos de UTI permaneceram abaixo de 20% e de enfermaria em 6%. Durante a pandemia, o Hospital Manoel Afonso realizou 2.079 atendimentos, totalizando 1.768 altas, 164 transferências e 130 óbitos.


A secretaria reforça que os pacientes não ficarão sem atendimento para os casos suspeitos e confirmados de Covid-19. Aqueles que necessitarem de leitos serão sendo assistidos por meio da Central de Regulação de Leitos do Estado.