• blogdajaciara

Prefeita Raquel Lyra entrega tablets para o Programa Criança Feliz e reestrutura Programa Reconectar


A Prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, entregou, na manhã desta segunda-feira (28), 22 tablets, que serão utilizados pela equipe responsável pelas visitas de acompanhamento das famílias inseridas no Programa Primeira Infância do SUAS/Criança Feliz. A cerimônia aconteceu na Sala de Monitoramento da Prefeitura.


Os tablets irão atender à demanda de registros dos programas e à criação do e- PCF, sistema próprio do Criança Feliz, que inclui a inserção de informações das gestantes e crianças aderidas ao programa, como também o preenchimento de planilhas mensais sobre os atendimentos realizados. Com o equipamento, além de agilizar os processos, haverá uma economia de cerca de 5 mil folhas de papel por semana.


Atualmente, o programa Criança Feliz atua nos territórios referenciados aos CRAS Vassoural, Centenário, Taquara e Maria Auxiliadora e tem como eixos estruturantes a intersetoralidade e as visitas domiciliares, atendendo, aproximadamente, a mil beneficiários, que são crianças de 0 a 6 anos inseridas no Cadastro Único, com deficiência e beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada, bem como gestantes inseridas no Cadastro Único.


“Entregamos os tablets para o programa Criança Feliz funcionar com ainda mais eficiência. Temos uma equipe multidisciplinar comprometida que está, diariamente, trabalhando em prol da primeira infância, em Caruaru”, explicou Raquel Lyra.


Na ocasião, a Prefeita também reestruturou o projeto Reconectar, que irá acolher adolescentes que estão em situação de risco e em vulnerabilidade pessoal e social, decorrente do uso de drogas. Com isso, o jovem vai ter mais acesso à rede de serviços municipais, garantindo, assim, que tenha possibilidades para resignificar suas escolhas.



O projeto vai proporcionar atividades socioeducativas e pedagógicas, esporte, lazer, cultura, círculos de leitura, debates e estudos, inclusão digital, inserção na rede de ensino e, consequentemente, a melhoria da escolaridade, qualificação profissional, trabalho com as famílias dos usuários, atendimento psicossocial para os usuários e familiares, bem como encaminhamento à rede socioassistencial e de saúde.


“Hoje, demos um passo importante no fortalecimento das políticas públicas, prevenção e enfrentamento ao uso de drogas na nossa cidade. O programa Reconectar vai fortalecer o acolhimento dos adolescentes do sexo masculino, que estão em uso conflituoso de drogas, e a Prefeitura vai ter uma condição melhor de atendê-los, para que eles possam sair dessa situação”, afirmou Raquel.


O Reconectar foi apresentado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, através da Gerência da Proteção Social Especial, ao Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica). Foi aprovado por meio de Edital do Itaú Social, que cofinanciará o desenvolvimento das atividades, no período de 12 meses.