top of page

Filme caruaruense estreia na Europa


Alcançando repercussão internacional, o curta-metragem de terror "A Botija, O Beato e a Besta-Fera" do diretor e roteirista Túlio Beat estreia esse mês na Itália e em agosto na Inglaterra. Protagonizado pelo ator Luciano Torres, com elenco e equipe totalmente caruaruense, o filme aborda as tradicionais histórias de botija tão comuns no Nordeste brasileiro e leva a cultura do agreste pro mundo.


Ainda sem previsão de estreia no Brasil, o filme terá exibição online somente em agosto no International Fortean Film Festival, em Gloucester, na Inglaterra. Já em junho, o curta participou das mostras presenciais do Metropolis International Film Festival que aconteceu em Milão, na região da Lombardia ao norte da Itália, sendo considerado a 04 prêmios nas categorias Best Director para Túlio Beat, Best Soundtrack, Best Make-Up & Hairstyling para Paulo Conceição e Best Actor para Luciano Torres.


O curta-metragem tem roteiro e direção de Túlio Beat, fotografia, cor e edição de Paulo César Araújo (Aliança Audiovisual); maquiagem, figurino e efeitos de maquiagem de Paulo Conceição; trilha sonora original por cizou José e Túlio Beat; assistência de produção por Victoria Melo; produção musical por Paulo Conceição; e no elenco estão Luciano Torres (beato), Eryka Vasconcelos (esposa), Denzyus Oliveira (besta-fera), Ericks Moraes (filho), Zi Rodrigues (mãe), Bob Gomes (retirante).

Túlio Beat é produtor cultural caruaruense, representante do Audiovisual em Caruaru-PE no Conselho Municipal de Cultural, diretor audiovisual, roteirista, ativista LGBTQIA + e diretor artístico da Cia Bacurau Cultural. Atua na produção do Festival de Cinema de Caruaru, na produção do FestCine Itaúna - Festival de Cinema Universitário e Estudantil de Itaúna e do FESTIC - Festival de Esquetes e Teatro Infantil de Caruaru.


"A Botija, O Beato e A Besta-Fera" foi realizado por meio da Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, com apoio da Prefeitura de Caruaru, Governo do Estado de Pernambuco, com Produção cultural da Cia Bacurau Cultural.

Commentaires


bottom of page